sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Publicação do livro 'Espectadores do Sagrado'

Capa do livro 'Espectadores do Sagrado'



É com grande alegria que anuncio a publicação do livro Espectadores do Sagrado: Literatura Apocalíptica, Apócrifos do Novo Testamento e Experiência Visionária, da Editora Universidade de Brasília, organizado por Julio Cesar Dias Chaves (euzinho) e Vicente Dobroruka: 



O Livro conta com 9 artigos de estudiosos brasileiros e estrangeiros sobre temas que vão desde o judaísmo helenístico a Agostinho, passando pelo Novo Testamento e a literatura apócrifa gnóstica.  

Segue abaixo a lista dos artigos e seus autores contidos no livro:

1- Flávio Josefo, Daniel e a Providência divina nas Antigüidades judaicas (Victor Passuello)

2- Nas asas da águia: a exegese visionária dos impérios mundiais de Daniel no Quarto livro de Esdras (Vicente Dobroruka)

3- Apocalíptica e interações culturais no mundo romano-helenístico: o caso do apóstolo Paulo (Monica Selvatici)

4- Paulo Apóstolo nos estudos de religião: a importância da sua experiência visionária apocalíptica (Jonas Machado)

5- Identidades fluídas: controvérsias sobre mistura e separação em Mateus (Elisa Rodrigues)

6- Os evangelhos gnósticos (Louis Painchaud)

7- O Evangelho do Salvador (P. Berol. 22220) no seu contexto: Jesus e os apóstolos na literatura copta (Alin Suciu) 

8- Judas, herói ou traidor: o Evangelho de Judas do Codex Tchacos (Julio Cesar Dias Chaves)

9- A importância da teoria das sete idades do mundo no pensamento de Santo Agostinho sobre o sentido da história: os casos das obras Sobre as pessoas que devem ser catequizadas Cidade de Deus (Fabrício Santos Barbacena)



Agradeço desde já a divulgação. 

quinta-feira, 30 de junho de 2016

Karen King volta a falar do "Evangelho da Esposa de Jesus"

Karen King em 2012, ano em que anunciou a descoberta do
fragmento por ela nomeado de Evangelho da Esposa de Jesus


Há algumas semanas, a professora de Harvard, Karen King - responsável pela divulgação do Evangelho da Esposa de Jesus em 2012 - deu uma entrevista na qual declara que o fragmento é provavelmente uma falsificação.

A entrevista foi dada à Associated Press, e partes dela foram reproduzidas por outros sites, tais quais o America Magazine (para ver a matéria on line, clique aqui). 
 
King declarou ainda que foi enganada por Walter Fritz, um homem de negócios da Flórida que seria o responsável por fazer chegar a ela o fragmento em questão. 


Não restavam dúvidas de que o fragmento era uma falsificação moderna desde sua divulgação. Houve consenso entre os estudiosos no tocante a isso. E o golpe de misericórdia foi dado por Christian Askeland, em abril de 2014. 

Esse blog acompanhou de perto o desenrolar da questão; desde a divulgação, passando pelo aparecimento gradual das evidências de falsificação, até o golpe final dado por Askeland. Quem quiser recapitular a questão, pode clicar aqui.   

A entrevista de King não muda nada em relação à autenticidade (ou falta de) do fragmento. Não restavam mais dúvidas quanto a isso. Ela, provavelmente, estava apenas esperando a poeira baixar para finalmente poder admitir que foi enganada e que se tratava de uma falsificação. 

A notícia da entrevista de King já repercutiu aqui no Brasil e uma matéria saiu na Folha de São Paulo hoje. Mas claro, o espaço dado pela mídia dessa vez foi muito menor do que na época da divulgação, em 2012. Há sempre mais gente preocupada em colocar fogo do que em apagar o incêndio. Para quem quiser dar uma olhadinha na matéria da Folha, basta clicar aqui


Algo me diz que esse ainda não é o último capítulo dessa novela. Talvez ainda descubramos as reais motivações do falsificador, e como ele fez para falsificar.
Aguardemos.